Vigilância do Canteiro de Obras – 2

Continuando nosso tema, vamos comentar a vigilância desarmada.

Adotada em obras médias e pequenas apresenta uma série de inconvenientes, entre outros:

  1. a) O vigia ser dominado pelo assaltante.
  2. b) O vigia dormir no horário de trabalho.

Na situação atual, nada intimida o assaltante, nem câmeras de TV, nem cerca elétrica e a concertina deixa de ser um obstáculo quando o meliante entra pela porta da frente. Simples assim. Não é por isso que vamos relaxar, mas que um vigilante desarmado pode fazer pouco, isto é certo. No máximo, ligar para o 190 se não for surpreendido dormindo. Sem contar que algumas construtoras contratam um senhor de mais idade para “vigiar” a obra. Brincadeira!

Recomendamos o vigia desarmado somente em situações onde o acesso ao canteiro de obras é dificultado pela localização. Por exemplo, um canteiro cercado por outras edificações, com somente acesso pela frente e situado em regiões bem movimentadas, como na área central de uma cidade.

A outra modalidade, em franco crescimento é a vigilância com cães adestrados, adotada em obras médias e pequenas.

Entre as vantagens está o fato do cão não ter adicional noturno, despertar com qualquer barulho (se estiver dormindo), não tem leis sociais e não te leva ao Ministério do Trabalho. Entre as desvantagens estão na possibilidade de fugirem caso o assaltante arrombe o tapume, impossibilidade do pessoal da obra acessar o canteiro fora do horário de trabalho.

Segundo especialistas, o assaltante tem mais medo do cão adestrado do que do vigilante armado ou desarmado.

O fato é que a vigilância de qualquer tipo inibe o assaltante amador, aquele que rouba para vender e pagar dívidas de droga ou algo parecido. Contra o assaltante profissional, que visa grandes valores, é praticamente impossível detê-lo.

Em qualquer modalidade de vigilância se o assaltante for ferido ou morto em conflito, a construtora certamente sofrerá graves consequências. Proteger o patrimônio privado no Brasil, não é tarefa fácil.

Uma boa semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe: